Formulário de Busca

Flamengo de Guanambi enfrenta dificuldade e pode ficar de fora do Baianão 2018

O time que representar Guanambi, no cenário estadual, vive um dos piores momentos desde sua fundação em 2009

Publicado em 24/outubro/2017 - 08:10
Equipe

Equipe

A boa fase vivida pelo Flamengo de Guanambi, nos anos de 2015 e 2016 não foi suficiente para garimpar apoios financeiros. Pelo contrário, o Clube enfrenta obstáculo para disputar mais uma temporada. O time que representa Guanambi, no cenário estadual, vive um dos piores momentos desde sua fundação em 2009. Quem viu o Flamengo de Guanambi, brigar para disputar a Primeira Divisão do Campeonato Baiano, em 2016, hoje não reconhece mais o Beija-Flor do Sertão.

A equipe do portal Folha do Vale conversou com Washington Lucas Pereira Cardoso, Presidente do Flamengo de Guanambi. Emocionado, Lucas disse que foi abandonado na última temporada, mesmo assim, tocou o Clube sozinho. Ele afirmou ao portal, que faltou apoio financeiro e moral por parte do Poder Público Municipal, no momento em que eles mais precisavam. “O apoio do comércio local também não foi suficiente, mesmo enfrentado problemas financeiros jogamos todos os jogos do Baianão”, disse Lucas.

Sobre o futuro do Clube, Lucas disse ser incerto e não vê o Beija-Flor do Sertão, disputando o Campeonato Baiano em 2018. Ele alega que o Clube enfrenta dificuldade financeira, impossibilitando contratações de atletas para disputar o Campeonato em 2018. Ele ressalta que diante desse cenário, fica difícil o Beija-Flor retornar à elite do Baiano em 2019.

Questionado se ele pensa em vender o Clube como foi cogitado no início do ano, Lucas respondeu que nessa situação o Clube não desperta interesse, principalmente nesta região.

Redação www folhadovale.net

Edição:
CONNECT

Comentários

CIDADE FM AO VIVO
INFOTEC Informática

Eventos

Cartão

Fretamentos de Uti e Taxi Aéreos

Fretamentos de Uti e Taxi Aéreos.

Enquete

Como você avalia o governo de Rui Costa






Resultado parcial

© 2010-2017 Folha do Vale - Todos os direitos reservados
visitas