Formulário de Busca

Acusado de homicídio é absolvido por júri popular em Carinhanha

Entre os dias 10 e 14 de setembro, acontece o mutirão de júris, sob a responsabilidade do magistrado Roberto Paulo Prohmann Wolff. Três casos de homicídio já foram julgados na cidade, conforme informação da Vara Criminal

Publicado em 13/setembro/2018 - 06:55
Imagem

Imagem

O Tribunal do Júri absolveu Nelson Quirino da Silva, acusado assassinar Sidinei Soares Reis, no dia 10 de junho, em 1989,em Feirinha de Santa Luzia, com golpes de faca, na zona rural de Carinhanha, no Oeste da Bahia.

O Conselho de Sentença, composto por sete jurados, acatou a tese do advogado Wallison Viana, de legítima defesa.

Entre os dias 10 e 14 de setembro, acontece o mutirão de júris, sob a responsabilidade do magistrado Roberto Paulo Prohmann Wolff. Três casos de homicídio já foram julgados na cidade, conforme informação da Vara Criminal.

Na segunda-feira, dia 10, Miguel Caldeira da Silva foi julgado pelo crime, que aconteceu em 1987. Miguel foi absolvido com o mesmo argumento do advogado Wallison Viana. Na terça-feira (11), Jair Rodrigues Alves de 35 anos (Peu) foi condenado a 16 anos de prisão inicialmente em regime fechado. O júri considerou o réu culpado pela morte da ex-companheira Amélia Maria Damaceno de 48 anos, em abril de 2016. A defensora foi Jeane Novaes.

Redação www folhadovale.net

Edição:

Comentários

INFOTEC Informática

Eventos

Fretamentos de UTI Aérea

Fretamentos de UTI Aérea

Fretamentos de UTI Aérea

Enquete

Enquete: como você avalia a gestão do Prefeito Rômulo (PT) em Juvenília?






Resultado parcial

© 2010-2018 Folha do Vale - Todos os direitos reservados