Formulário de Busca
FG

Corpo de Padre Guilherme será enterrado nesta segunda-feira(18) em Montalvânia

Padre Guilherme Michels morreu na tarde deste sábado (16), em Montes Claros, aos 87 anos. Com rins e coração bastante fragilizados, estava internado na Santa Casa de Misericórdia desta cidade desde domingo (10).

Publicado em 17/fevereiro/2019 - 11:38
Divulgação

O corpo de Padre Guilherme está sendo velado na Igreja Matriz Menino Jesus de Praga, Praça Ernestina Ferreira Nunes s/n, Bairro Alice Maia, Montes Claros, e será transladado para Montalvânia na tarde deste domingo (17).

Está previsto um encontro para receber o corpo do sacerdote, a partir das 18 horas, em frente ao Parque de Exposições, de onde sairá um cortejo fúnebre às 19 horas.

Logo após acontecerá Missa de Corpo Presente na Igreja Matriz Cristo Rei, onde o corpo será velado.

Na segunda-feira (18), haverá Santa Missa as 7 e as 9 horas.

Às 15 horas será realizada uma sessão de homenagens.

Às 16 horas Santa Missa e logo após acontecerá o seu sepultamento, no Cemitério Cristo Rei.

Padre Guilherme Michels morreu na tarde deste sábado (16), em Montes Claros, aos 87 anos. Com rins e coração bastante fragilizados, estava internado na Santa Casa de Misericórdia desta cidade desde domingo (10).

Padre Guilherme foi pároco por muitos anos na Paróquia Cristo Rei, em Montalvânia, e grande benfeitor da cidade. Durante sua permanência no município muitas conquistas foram percebidas: Casa paroquial, salão paroquial, Igreja totalmente construída e outros templos edificados. Mas, de todas as contribuições que o padre fez pela cidade foi o Hospital Cristo Rei, um dos melhores da região, que foi construído com doação da Alemanha, conseguido pelo padre Guilherme com uma moradora do seu país de origem, proprietária de uma fábrica de cimento. “O que fiz por Montalvânia foi minha obrigação”, disse enfático o modesto religioso.

“Gosto demais de Montalvânia. Todos me ajudaram lá. Todo mundo que eu pedia ajuda para a Igreja eu conseguia. Criei um laço muito forte. Eu me desliguei completamente da Alemanha, me identifiquei demais com essa cidade. E fiquei por lá 37 anos. Só saí, porque a paróquia cresceu muito, sozinho não dava conta e os problemas de saúde começaram a aparecer.”

– Guilherme Michels

Montalvânia sofre e chora a perda deste grande benfeitor e será eternamente grata por tudo que fez pelo município e seu povo.

Disse-lhe Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente.”

João 11:25

Por Jornalista Fernando Abreu

Edição:

Comentários

Fretamento

Eventos

Prefeitura de Malhada confirma Edimilson Batista na Festa do Divino de Parateca

Os festejos serão realizados nos dias 7,8 e 9 de junho.

Enquete

CBR
© 2010-2018 Folha do Vale - Todos os direitos reservados