Formulário de Busca

Lixão motiva advogado a ajuizar ação civil pública contra Município de Caetité

Das 35 obrigações estabelecidas pelo Poder Público Municipal, apenas 3 foram cumpridas, conforme a ação

Publicado em 20/outubro/2018 - 07:02
Foto:reprodução página de Custódio

Foto:reprodução página de Custódio

Uma ação civil pública foi ajuizada contra a Prefeitura de Caetité, pedindo providências emergenciais para o lixão. A ação é de autoria do advogado Custódio Lacerda de Brito. Conforme a ação, o funcionamento do lixão a céu aberto tem prejudicado os moradores do entorno.

De acordo com os moradores, o lixão provoca a poluição do ar com constantes queimadas, proliferação de vetores como moscas, urubus, roedores e insetos, entre outros problemas.

Na ação movida pelo advogado, cita que o problema vem se arrastando desde dezembro de 2013, quando foi firmado um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta entre a Prefeitura Municipal e o Ministério Público do Estado da Bahia. Das 35 obrigações estabelecidas pelo Poder Público Municipal, apenas 3 foram cumpridas, conforme a ação.

Segundo os moradores, no último mês de setembro, foram jogadas no local, urnas funerárias contendo restos mortais, numa demonstração de total desrespeito à vida e à morte.

A assessoria da Prefeitura de Caetité, disse que não foi notificada ainda.

Redação www folhadovale.net

Edição:

Comentários

Fretamento

Eventos

3º Encontro Regional de Economia Popular será realizado em Iuiú

3º Encontro Regional de Economia Popular será realizado em Iuiú

Enquete

Enquete: como você avalia a gestão do Prefeito Rômulo (PT) em Juvenília?






Resultado parcial

© 2010-2018 Folha do Vale - Todos os direitos reservados